banner rock convertPowered by Rock Convert

Se você está procurando o que está acontecendo de novo no mercado de design de interiores ou é apenas um entusiasta em decoração, este artigo vai te ajudar a descobrir o que é tendência no mercado e servir de guia para aquele projeto que vem ruminando em sua mente há algum tempo mas não faz ideia por onde começar.

Em se tratando de moda e decoração, é importante seguir tendências sem abrir mão do conforto e principalmente da sua identidade. Ou, se for o caso, da identidade do cliente.

10 tendências de design de interiores para aplicar ao seu projeto

1 – Cores

A paleta de cores é bastante importante quando o assunto é a ideia de decoração do ambiente, aposte em cores neutras e que encaixam-se em complementação aos móveis. Respeitando a tonalidade de cada espaço e também a sua iluminação.
Se você é do tipo que gosta de cores mais quentes, matizes como o tom amarelo queimado e tabaco estão em alta quando o assunto é contraste.

2 – Vintage

A vivacidade do estilo retrô continua invadindo os conceitos de design de interiores, apesar de remeter a reflexão de décadas anteriores, este ainda aplica-se ao moderno, fazendo menção ao passado e tornando-se presente em ambientes que visam trazer o conforto, além da beleza.

3 – Vidro e acrílico

O vidro e o acrílico tornaram-se importantes na decoração quando trata-se de ambientes pequenos. Por ter o conceito de expansão, é um ótimo aliado no encaixe e variedade de estilos. Prometendo trazer mais “profundidade” ao ambiente. Além de deixar o olhar viajar através das suas superfícies.

4 – Jardim particular

Flores e plantas sempre farão parte de qualquer decoração, o conceito tão sútil traz consigo a sutileza e refrescância para o ambiente. O que o torna agradável, e também harmonioso junto a combinação de outros fatores, como a escolha da paleta de cores e estampas presentes nos objetos.

Existem empresas que entregam hortas planejadas para apartamentos e casas, na opção horizontal (chão) e vertical (parede). Estas hortas são excelente opção para aquele cliente antenado com a saúde e que não abre mão de uma boa boa alimentação.

5 – Minimalismo

A arte minimalista pode fazer parte da decoração. Na exclusão de excessos é possível adotar apenas o essencial. Aliando a estética a funcionalidade, e também valorizando a qualidade do lugar em relação a quantidade de objetos dispostos no ambiente. Dando-o uma cara moderna e útil.

Minimalismo é uma tendência que vem ganhando espaço não apenas na decoração mas em vários setores da vida moderna e vem em resposta ao consumismo exagerado. Possuir menos para viver com mais qualidade é o lema.

6 – Cerâmica e/ou porcelana

Dentro do contexto de texturas de objetos, algo que também ganhará espaço na decoração, principalmente na cozinha são as peças feitas à mão em cerâmica ou porcelana. Objetos como estes apesar de simples podem realçar a delicadeza do local.

Leia também –
PROJETO DE ARQUITETURA: COMO LIDAR COM CLIENTES DIFÍCEIS
QUAIS SÃO OS 10 MELHORES SITES DE ARQUITETURA DO MERCADO?


7 – Texturas e relevos

Em relação aos tecidos, as superfícies texturizadas ganharão total presença nos ambientes. Sejam elas para as almofadas ou tapetes, os relevos podem ser tão interessantes para o tato quanto para a visão. Além de dar uma sensação de aconchego e paz ao ambiente.

8 – Iluminação

No quesito iluminação, elementos modernos como lâmpadas em neon em suas mais variadas formas são uma ótima dica para quem gosta de abusar na criatividade, e é fã de peças de design que também além de serem úteis ainda contribuem na decoração. Salas de estar com iluminação planejada em que o proprietário pode dosar o nível de iluminação podem ser um diferencial e trazer um ar aconchegante ao ambiente.

9 – Neutralidade

Tons neutros, assim como objetos simples também podem ser fascinantes quando o quesito é design de interiores. Por trazer naturalidade, sua expressão pode contribuir para a decoração de interiores de modo harmonioso.A neutralidade em oposição ao colorido traz equilíbrio e vida ao ambiente. Saiba intercalar e combinar as duas.

10 – Sustentabilidade

A ecologia chegou ao mobiliário trazendo a utilidade da preservação, unindo tendência e consciência. Peças chaves como reciclados podem agregar ainda mais ao ambiente, permitindo leveza a utilização de móveis com uma pegada sustentável.

Fique de olho porém se a empresa fornecedora entrega o que promete. Existem fábricas de móveis “reciclados” que utilizam na sua matéria-prima apenas 20% de material reciclável e 80% de madeira bruta.

Como o design de interiores é capaz de realçar o ambiente e torná-lo a sua imagem

Ao nos depararmos com as técnicas de design e sua variada gama de utilidades disponíveis, nos associamos as suas ideias e imediatamente queremos implementá-las em nosso lar.
Tanto na arquitetura, como também no design de interiores e mobiliário é possível trazer a beleza e simplicidade, tornando o ambiente agradável e útil.

Um ambiente quando bem arrumado e decorado possui a simplicidade de transmitir bem-estar e nobreza, mas isto não quer dizer que o interior precisa obrigatoriamente estar cheio de objetos de alto valor.
É preciso fundir dois aspectos importantes no design que se aplica em: Conforto e beleza. E ter em mente que o menos é mais.

O ato de decorar vai muito além do embelezamento do ambiente, pois representa a materialização do que você gosta em conjunto a sua personalidade. Através do projeto de design de interiores é possível permitir a personificação do espaço arquitetônico, além de mencioná-lo na identificação do habitante que ali mora e tem como seu domínio, ou seja, a sua decoração possui um importante papel na representação de quem você é.

É muito comum um cliente procurar o escritório de arquitetura e decoração sem a menor ideia do que deseja.

Ele sabe que quer um ambiente bonito como nas revistas, mas não tem interesse ou ainda não pensou no que o agrada, principalmente quando se trata de clientes do sexo masculino.

O decorador ou arquiteto quase que necessita de dons telepáticos para compreender a natureza daquele cliente em especial. Com jeitinho, e algumas entrevistas é possível chegar a um ambiente com a cara do cliente e que caiba dentro do orçamento estipulado.

Gostou das nossas dicas em 10 tendências de design de interiores? Já utilizou alguma delas? Conta para a gente nos comentários e não esqueça de compartilhar o artigo em suas redes sociais.

arcondicionado