banner rock convertPowered by Rock Convert

Sempre na busca de diminuir custos, principalmente com energia elétrica, cada dia é mais comum a preocupação das empresas com esta questão.

A responsabilidade social corporativa não é nada novo para as empresas atuais e ainda que conhecem e entendem o conceito, na maioria das vezes dá muito trabalho adaptar-se a esta responsabilidade.

Umas das formas mais simples de contribuir ao desenvolvimento social é sendo uma empresa sustentável nas suas ações e na vida diária da sua companhia. Por outro lado, ainda que você tente impor medidas para a economia de energia elétrica, a responsabilidade não é somente de um departamento e sim de todos os colaboradores e áreas desta empresa. O maior desafio é fazer disso um costume.

Como impor uma cultura de eficiência energética?

Primeiramente, para que exista uma cultura dentro da empresa, é necessário que os trabalhadores tenham um sentimento de união e que haja uma comunicação efetiva entre empresa e empregado.

Uma das conversas que mais constroem a comunidade interna é a preocupação social sobre a sustentabilidade e para que isso funcione, os empregados devem perceber uma predisposição da empresa em brindar-lhes apoio. Isso é tão simples como utilizar sensores para acender e apagar a luz ou o ar-condicionado ou a instalação de portas automáticas para manter a temperatura constante em uma sala.

Pequenas ações para uma grande mudança

Todas as grandes mudanças começam com pequenas ações que no futuro proporcionarão resultados satisfatórios. A empresa precisa incentivar pequenas medidas para gerar uma mudança cultural nos seus empregados, que são os que tem nas suas mãos a sustentabilidade da empresa.

Para ser considerada uma empresa sustentável, é preciso promover a carona, rodízio ou o uso do transporte público entre os trabalhadores, contar com copos recicláveis nas máquinas de café, potencializar a eliminação de papel e impressões através do uso de e-mails, incentivar a reciclagem, utilizar o verso de folhas e muitas outras pequenas ações que a longo prazo farão que empresa alcance os seus objetivos.

A lista de ações pode ser longa, mas a sua implementação é fácil. O desafio é que estes exercícios de sustentabilidade entrem-na consciência do trabalhador e para conseguir isso, é muito importante um bom trabalho de comunicação.

Por que ajuda ver exemplos da concorrência?

Um erro bastante comum que as empresas cometem ao implementar a sustentabilidade, é pensar que tudo já foi feito e que não é possível fazer mais nada para alcançar a eficiência energética. As empresas que mais inovam neste tema sabem que sempre podem aprender mais e para conseguir isso observam os avanços dos concorrentes.

Se conseguem incentivar os empregados a encontrar empresas que sejam mais eficientes que a sua, podem criar não somente mais interação, mas também um sentimento de unidade entre colaboradores e empresa.

Portas automáticas: parte básica da eficiência energética

Ser um exemplo para os empregados e que eles vejam que a empresa está levando a sério a responsabilidade social corporativa, sempre será a melhor motivação. Por isso, as portas automáticas conectam o conceito de economia de energia com a comodidade no dia a dia dos trabalhadores.

Com a instalação de portas automáticas, qualquer empresa conseguirá manter a temperatura interna dos seus departamentos, diminuindo gastos com manutenção do ar-condicionado e reduzindo drasticamente o consumo de energia elétrica.

Além disso, com a utilização de portas automáticas, é possível criar espaços mais cômodos e higiênicos para os empregados, mostrando o lado mais humano e responsável da sua empresa.

Este post foi útil para você? Por favor, deixe os seus comentários e compartilhe nas suas redes sociais. Lutar por um mundo melhor é mais fácil do que você imagina!

Consumo de energia elétrica